Qual o sentido da vida? — Isso era tudo — uma pergunta simples, das que tendem a agrilhoar uma pessoa com o passar dos anos. A grande revelação nunca chegou. Ao invés disso houve pequenos milagres diários, iluminações, fósforos inesperadamente acesos na escuridão e aquele era um deles… 

(Trecho de Passeio ao farol, de Virginia Woolf)

Quem sabe o dia de hoje?

Publicidade